Thor : Ragnarok

Depois de andar a viajar pela galáxia á procura de “infinity stones”, e de um encontro com Hela (Cate Blanchett) do qual não sai bem, Thor dá por si perdido num planeta desconhecido e obrigado a fazer de gladiador. O deus do trovão vai ter de fazer alianças para fugir a tempo de salvar Asgard, agora sobre o dominio de Hela.

Continue lendo “Thor : Ragnarok”

Suicide Squad

Suicide Squad, o último produto da fábrica de dissabores da WB\DC, é um diamante bruto. No seu formato tosco e baço, esconde-se um valor resplandecente e raro que só se observa de certas perspectivas. O filme de David Ayer tem ideias, temas e personalidades para explorar que nenhum outro filme dentro de um género em declínio trouxe devidamente até agora, mas apresenta-os de forma tão apressada e crua que se torna fácil apontar-lhe mais defeitos que virtudes. O que é uma enorme pena, porque desta vez a frase “Este filme é para os fãs®” aplica-se – esta é de facto uma boa adaptação de personagens e daquilo que as move para o grande ecrã. O problema deste slogan é que retira o foco àquilo que é mais importante: o que está a alienar críticos e a audiência nos filmes da DC não é os seus filmes serem ou não para determinado público, mas sim o facto de que estes filmes não estão a ser bem produzidos.

Continue lendo “Suicide Squad”

Civil War: Filme > BD, mas…

Captain America: Civil War é um filme excelente. Com temas sérios, mas sem se levar totalmente a sério, Civil War não só é uma excelente história de super-heróis que compreende as suas personagens e os seus poderes, mas que os usa de forma original e imaginativa para criar algumas das melhores cenas de acção que já surgiram num blockbuster. Se coreografar e realizar lutas excitantes já era um triunfo em filmes de comuns humanos como os dois The Raid, a equipa dos irmãos Russo não podia estar mais de parabéns pelo espectáculo que trouxeram com os brinquedos da Marvel. O filme prova ainda que é possível adaptar um evento de banda-desenhada ao grande ecrã usando apenas um quinto das personagens da história original, sem que todas tenham necessariamente de existir neste universo – algo que espero que a DC/WB tenha qualquer dia os cojones para tentar reproduzir numa versão de Crisis on Infinite Earths ou Blackest Night.

Continue lendo “Civil War: Filme > BD, mas…”