Pet Sematary

Uma das obras mais famosas do prolífico Stephen King, Pet Sematary, regressa aos cinemas trinta anos após ter sido adaptada pela primeira vez. Um estudo sombrio sobre a aceitação (ou falta dela) da finitude da morte, Pet Sematary é ainda, até aos dias de hoje, considerado como um dos livros mais pessimistas e negros de King. E numa fase em que as adaptações do residente no Maine estão em alta, tanto em filmes (e séries) que já saíram, como outros que ainda estão para sair, era natural que Pet Sematary fosse uma das escolhas mais óbvias para uma actualização aos tempos modernos, sendo o original um filme já muito datado e que não se deu bem com a passagem do tempo. Mas as adaptações de King, tanto no passado, como no presente, têm tido uma mistura de altos e baixos, e até há bem pouco tempo havia uma predominância de pontos baixos. Teríamos um completo fiasco como The Dark Tower ou um sucesso como It? Ou algo a meio de ambos? Continue reading “Pet Sematary”

Us

Dois anos após o sucesso crítico e comercial com Get Out, eis que Jordan Peele regressa com a sua muito aguardada segunda longa-metragem. Us trazia nomes como Lupita Nyong’o, Winston Duke (ambos entraram recentemente em Black Panther) e a protagonista de The Handmaid’s Tale, Elisabeth Moss, mas será que estaria ao mesmo nível do debut de Peele? É sabido que nem sempre realizadores conseguem dar sequência a um forte início de carreira, seria este o caso com Peele? Continue reading “Us”

Fear the Walking Dead – Season 4

(Esta review contém alguns spoilers ligeiros para quem não viu as temporadas anteriores, tanto de Fear the Walking Dead como de The Walking Dead)

Fear the Walking Dead regressa, encaixada como sempre entre as fases de descanso da série-mãe. Mas desta vez há novidades, não só haveria o já falado crossover com uma personagem de The Walking Dead, algo que já se sabia, como haveria um leque importante de novos actores (encabeçados por Jenna Elfman e Maggie Grace) na série… mas a alteração mais radical não seria essa. A equipa de showrunners foi mudada, o genérico e banda sonora também e, por fim, a própria estética da série, trocando o México e a Califórnia pelo Texas e apresentando tons de western, curiosamente numa fase em que eu pensei que o pouco apreciado spin-off de The Walking Dead estava no seu ponto mais alto (uma “altura” moderada, ainda assim, tenha-se em conta). Teriam as alterações efeitos positivos? Continue reading “Fear the Walking Dead – Season 4”

Captain Marvel

O filme mais controverso da história do Marvel Cinematic Universe está nas salas de cinema. Com uma campanha dupla e polarizante de pessoas que querem que o filme falhe a todo o custo (por motivos vários, mas quase todos ligados à personagem principal, à actriz Brie Larson e ao feminismo) e uma em sentido oposto que quer que o filme tenha todo o sucesso possível, eis que nos chega Captain Marvel, o vigésimo-primeiro filme do MCU, e o último a ser lançado antes do filme que fecha a fase 3 e provavelmente irá remodelar de um modo definitivo este universo cinemático, Avengers: Endgame. Curiosamente, ou não, não me encontro em nenhum dos exércitos que já mencionei e não tenho nenhuma agenda escondida ao fazer a avaliação a este filme, como sempre o que quero ver é bom cinema e até agora considero que mesmo os mais fracos filmes do MCU são acima da média, apesar de muitos seguirem a mesma fórmula, em especial os mais antigos. Como seria que Captain Marvel se encaixaria no meio dos outros vinte filmes? Estaria mais próximo do topo ou do fundo da pilha? Continue reading “Captain Marvel”

Alita: Battle Angel

Um projecto deixado na gaveta de James Cameron durante largos anos finalmente vê a luz do dia. Alita: Battle Angel é a adaptação ao cinema de Gunnm, uma manga dos anos 90 da autoria de Yukito Kishiro. Apesar de durante muito tempo se ter dito que seria o próprio Cameron a dirigir o filme, foi Robert Rodriguez (que tem um percurso bem mais irregular entre sucessos e fracassos) a ficar com esse posto, cabendo a Cameron o argumento e a produção de Alita: Battle Angel, contando ainda com a mesma equipa que esteve envolvida com os incríveis efeitos especiais de Avatar. Continue reading “Alita: Battle Angel”

True Detective – Season 3

Depois de uma aclamada temporada de estreia (que cimentou a McConnaissance com o fantástico papel que foi Rust Cohle) e de uma mediana segunda que pareceu feita à pressa, eis que, após um interregno de três anos e meio e algumas dúvidas sobre a continuidade da série, temos a muito aguardada terceira temporada de True Detective, a série em formato de antologia que é a imagem de marca de Nic Pizzolatto. Continue reading “True Detective – Season 3”

The Favourite

Yorgos Lanthimos está de regresso e desta vez volta para vencer prémios.

Apenas um ano após The Killing of a Sacred Deer, eis que o realizador grego faz um rápido retorno à cadeira de director, desta feita com The Favourite, que cada vez mais aproxima o outrora obscuro autor das massas, tornando-o um nome de referência cada vez mais conhecido e os seus elencos cada vez mais bem recheados. Em The Favourite, um trio de actrizes compunha a parte fulcral do ramalhete, da mais notória Emma Stone, recente vencedora de um Oscar por La La Land, à eternamente jovem Rachel Weisz, passando por Olivia Colman, tendo Lanthimos já trabalhado com as duas britânicas em The Lobster. Nomes como Nicholas Hoult e Mark Gatiss compunham o elenco do lado masculino. Sendo um dos filmes mais elogiados pela crítica em 2018 e sendo eu um apreciador (moderado) dos talentos de Lanthimos, era com boas expectativas que eu partia para a visualização de The Favourite. Continue reading “The Favourite”